Entrada Sugestões do Mês Música Março de 2017 - A Canção

Menu Principal

Sugestões do Mês

escritor escrevendo

Autor

livres-05 

Livro

opinião

Opinião

bandes-07 

Filme

musica

Música

Horas

Em cima do acontecimento

« < Janeiro 2018 > »
S T Q Q S S D
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4

Bibliotecas nas Redes Sociais

facebook     twitter

Centenário do Concelho

centenario SBA logo

 

bibliodigital

Projetos e Programas

ler logo

 

conta-nos uma  historia logo

 

portal das escolas logo

 

seguranet

Visitantes online

Publicidade

Faixa publicitária

Parceiros


 
Alojamento ESJBV ESJBV
Março de 2017 - A Canção

a canção de miguel ângeloQual o papel da canção? Ainda terá um papel relevante na era Nobel de Dylan?

Que canções fazem falta hoje em dia? Que referências anti-sistema e progressistas se podem ainda considerar revolucionárias?

Que livros ainda nos inspiram para ir mais longe e fazer diferente? 

A Canção de Miguel Angelo é apenas uma canção. Mas uma canção que ao falar das utopias e das consequentes desilusões na passagem do estado de jovem para adulto - com um name dropping nunca antes visto num refrão pop! - nos convida a dançar sobre literatura.

É uma canção da e para a nova Estação.

A Biblioteca de São Lázaro é a biblioteca municipal mais antiga da cidade de Lisboa.

Foi no seu salão nobre que Edgar Keats realizou o vídeo de “A Canção” com a participação do agitador poético moderno-dadaísta Leo Lonel, numa dança dandy de heterónimos libertinos.