Entrada Sugestões do Mês Livro do Mês

Menu Principal

Sugestões do Mês

escritor escrevendo

Autor

livres-05 

Livro

opinião

Opinião

bandes-07 

Filme

musica

Música

Horas

Em cima do acontecimento

« < Outubro 2017 > »
S T Q Q S S D
25 26 27 28 29 30 1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31 1 2 3 4 5

Bibliotecas nas Redes Sociais

facebook     twitter

Centenário do Concelho

centenario SBA logo

 

bibliodigital

Projetos e Programas

ler logo

 

conta-nos uma  historia logo

 

portal das escolas logo

 

seguranet

Visitantes online

Publicidade

Faixa publicitária

Parceiros


 
Alojamento ESJBV ESJBV
Livro do Mês
Janeiro de 2014 - Eu sou Malala

eu, malalaAutor: Malala Yousafzai com Christina Lamb

Editora: Companhia das Letras

Ano: 2013

 

"uma criança, um professor, um livro e uma caneta podem mudar o mundo".

 

Quando os Talibã tomaram controle do vale do Swat, uma menina, Malala Yousafzai, levantou a voz, recusou-se a permanecer em silêncio e lutou pelo seu direito à educação.

Mas, em 9 de outubro de 2012, uma terça-feira, ela quase pagou o preço com a vida. Malala foi atingida na cabeça por um tiro à queima-roupa dentro do autocarro em que voltava da escola. Poucos acreditaram que ela sobreviveria.

A recuperação milagrosa de Malala levou-a numa viagem extraordinária de um vale remoto no norte do Paquistão para as salas das Nações Unidas em Nova York. Aos dezesseis anos, tornou-se um símbolo global de protesto pacífico e a candidata mais jovem da história a receber o Prêmio Nobel da Paz.

Eu sou Malala é a história de uma família exilada pelo terrorismo global, da luta pelo direito à educação feminina e dos obstáculos à valorização da mulher numa sociedade que valoriza os filhos homens. 

O livro acompanha a infância de Malala no Paquistão, os primeiros anos de vida escolar, as asperezas da vida numa região marcada pela desigualdade social, as belezas do deserto e as trevas da vida sob o regime dosTalibã.

Escrito em parceria com a jornalista britânica Christina Lamb, este livro é uma janela para a singularidade poderosa de uma menina cheia de brio e talento, mas também para um universo religioso e cultural cheio de interdições e particularidades, muitas vezes incompreendido pelo Ocidente. 

“Poder sentar-me numa cadeira, ler os meus livros rodeada pelos meus amigos é um direito meu”, diz Malala numa das últimas passagens do livro.

A história de Malala renova a crença na capacidade de uma pessoa poder inspirar e transformar o mundo.

 

Fonte: www.companhiadasletras.com.br

 
<< Início < Anterior 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 Seguinte > Final >>

Página 38 de 40