Entrada

Menu Principal

Sugestões do Mês

escritor escrevendo

Autor

livres-05 

Livro

opinião

Opinião

bandes-07 

Filme

musica

Música

Horas

Em cima do acontecimento

« < Junho 2018 > »
S T Q Q S S D
28 29 30 31 1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 1

Bibliotecas nas Redes Sociais

facebook     twitter

Centenário do Concelho

centenario SBA logo

 

bibliodigital

Projetos e Programas

ler logo

 

conta-nos uma  historia logo

 

portal das escolas logo

 

seguranet

Visitantes online

Em linha

Temos 35 visitantes em linha

Publicidade

Faixa publicitária

Parceiros


 
Alojamento ESJBV ESJBV
Bem-vindo ao nosso portal
Sábados Fantásticos - Março de 2015 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
sexta-feira, 27 fevereiro 2015 09:26

encontro  jogos tabuleiro 7 03 2015 cartazOs Encontros de Jogos de Tabuleiro - Sábados Fantásticos estarão de regresso à Biblioteca Municipal de São Brás de Alportel para mais uma tarde de volta dos jogos de tabuleiro.

♦ O QUE É UM ENCONTRO DE JOGOS DE TABULEIRO?

É um evento realizado com o objectivo de proporcionar a entusiastas e curiosos da modalidade a oportunidade de conviver enquanto se jogam jogos de tabuleiro. O ambiente é de diversão e descontração e vive-se a máxima de que, mais importante do que ganhar, é jogar

♦ A QUEM SE DESTINA?

O evento é aberto ao público em geral, pelo que qualquer pessoa que queira jogar é sempre bem-vinda. Saber as regras dos jogos não é um requisito pois haverá sempre alguém disponível para as explicar rapidamente. Menores de 14 anos também podem participar, desde que acompanhados por um adulto que as acompanhe durante o encontro.

♦ REALIZA-SE ONDE E A QUE HORAS?

O local deste evento é a Biblioteca Municipal de São Brás de Alportel. O encontro começa às 15h e termina à hora de fecho da Biblioteca. Dentro deste horário podes aparecer quando quiseres, mas aconselhamos a vir cedo para poderes desfrutar ao máximo dos jogos.

♦ QUE JOGOS SE JOGAM?

Estarão disponíveis jogos de todos os géneros: de tabuleiro, só de cartas, uns mais simples e divertidos, outros mais complexos e estratégicos, todos eles com os mais variados temas. Uma coisa é certa, o entretenimento é garantido pois não será difícil encontrares jogos adaptados aos teus gostos, sendo cada evento uma oportunidade de conheceres mais jogos.

♦ MAS OS JOGOS SÃO DE QUEM?

Os jogos disponíveis são do Grupo de Jogos de Tabuleiro de São Brás de Alportel, da Biblioteca, e também trazidos voluntariamente pelos próprios participantes. Também tu podes trazer jogos que queiras jogar no encontro... talvez aquele teu jogo que ainda não estreaste, por certo haverão pessoas dispostas a explicá-lo e a jogá-lo contigo.

♦ TENHO DE ME INSCREVER? PAGA-SE ALGUMA COISA?

Não é necessário realizar nenhum tipo de inscrição nem pagamento, é só mesmo aparecer.

Se a premissa vos parece interessante, basta aparecerem no sábado, dia 7 de Março, a partir das 15 horas na Biblioteca Municipal de São Brás de Alportel para poderem também vocês experimentar as vantagens dos Jogos de Tabuleiro.

Venham jogar connosco!

 
Um livro, mil sorrisos! PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
quinta-feira, 26 fevereiro 2015 11:15

um livro mil sorrisosA Rede de Bibliotecas de São Brás de Alportel está a fazer uma recolha de livros infantis para enviar para Moçambique.

O objectivo é apoiar o ensino do português através da leitura por prazer de contos infantis, nas escolas rurais do interior norte de Moçambique.

Solicitamos que motivem os vossos filhos, netos, amigos, alunos a partilharem um livro de histórias infantis.

Quem quiser enviar uma carta a uma escola ou aos meninos moçambicanos e inseri-la dentro de um dos livros é uma excelente ideia!

A Biblioteca Municipal recebe estas doações até dia 3 de Março, às 18h:30

Um abraço

Teresa Oliveira

RESULTADO DA RECOLHA DOS LIVROS
um livro mil sorrisos 02 um livro mil sorrisos 01
 
Concurso "A mais bela carta de amor" - Juvenil PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
quinta-feira, 26 fevereiro 2015 09:56

a mais bela carta de amor logoInocência e dúvidas da juventude conquistaram o júri do Concurso A Mais Bela Carta de Amor- Juvenil.

Uma manifestação de amor expressa em palavras pela jovem de 14 anos, Ana Rita Rosa, a vencedora desta edição.

A Carta de Amor vencedora, intitulada Uma Carta para ti, conta na primeira pessoa o despertar para o amor, o borbulhar de emoções que surgem ao som de uma simples voz… uma história com final feliz e muitas expetativas para o futuro.

Esta iniciativa, lançada pela Câmara Municipal de São Brás de Alportel, através da Biblioteca Municipal Dr. Francisco do Estanco Louro, dá continuidade às politicas de promoção de leitura e de escrita junto das faixas etárias mais jovens da comunidade são-brasense.

 
"Os Maias" em São Brás de Alportel PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
terça-feira, 24 fevereiro 2015 10:55

os maias em são brás de alportel25 de fevereiro | 21h30m | Cineteatro São Brás

O conceituado realizador João Botelho marca presença em São Brás de Alportel no próximo dia 25, quarta-feira, para debater e desvendar alguns pormenores do seu mais recente filme “Os Maias”. Após a exibição do filme, com início às 21h30, no Cineteatro São Brás, seguir-se-á um interessante debate com o realizador.

A ação de "Os Maias" passa-se em Lisboa, na segunda metade do século XIX, e desvenda a história de três gerações da família Maia, culminando com o amor incestuoso entre dois irmãos, Carlos da Maia e Maria Eduarda. Esta obra de Eça de Queiroz extremamente rica em termos literários permanece até aos dias de hoje no programa de ensino e é certamente uma das obras mais lidas em Portugal.

João Botelho desafia todos os enamorados pela sétima arte a apreciar o filme e a debater os pormenores da sua conceção. Numa conversa informal, o público é convidado a partilhar a sua opinião sobre o filme, colocar questões, dúvidas e muitas outras curiosidades sobre os trilhos da realização em Portugal e deste filme em particular.

Reconhecido a nível internacional João Botelho é um cineasta português distinguido duas vezes com o prémio da OCIC, da Casa da Imprensa e dos Sete de Ouro, e homenageado com a Comenda da Ordem do Infante, de mérito cultural.

No seu curriculum constam diversos documentários, curtas e longas-metragens, entre elas o filme “Os Maias”, realizado em 2014.

Os ingressos para esta sessão de cinema diferente encontram-se disponíveis por 5,00€, na Galeria Municipal, bem como no próprio dia do espetáculo na Bilheteira do Cineteatro São Brás, pelas 20h30.

 
Clube de Leitura - Fevereiro de 2015 PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
terça-feira, 24 fevereiro 2015 09:14

clube de leitura

os maias25 de fevereiro | 16h30m | Sala José Belchior Viegas

"Os Maias" de Eça de Queiroz

Debate seguido da visualização e comentário do filme "Os Maias" do realizador João Botelho.

Esta obra ocupa-se da história de uma família (Maia) ao longo de três gerações, centrando-se depois na última geração. Apresenta dois planos cruzados: o da intriga sentimental, com a história de amor incestuoso, marcada por ingredientes trágicos, entre Carlos da Maia e Maria Eduarda, desdobramento dos amores infelizes entre Pedro da Maia e Maria Monforte, e o da crítica social. A história é também um pretexto para o autor fazer uma crítica à situação decadente do país (a nível político e cultural) e à alta burguesia lisboeta oitocentista, por onde perpassa um humor (ora fino, ora satírico) que configura a derrota e o desengano de todas as personagens.

 
Apresentação do CD "O mar ao fundo" PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
quarta-feira, 18 fevereiro 2015 20:14

afonso dias e tânia silva20 de fevereiro | 17h00 | Sala José Belchior Viegas

Apresentação do CD o mar ao fundo

O Algarve, a que João Lúcio chamou o “meu país do sul”, é pátria de poetas. Há mais de mil anos. De berço uns, por acolhimento outros, todos eles amantes desta terra virada ao mar. Sempre o mar sobrepondo-se,  pela magia da distância e da aventura, à ruralidade inicial que hoje apenas sobrevive. Porque ao longo dos tempos foi sempre o mar do Algarve a tecer-lhe o destino, a esculpir-lhe os sonhos, a desenhar-lhe a história.

CD mar ao fundo“Sou algarvio / e a minha rua tem o mar ao fundo” escreveu o poeta armacenense António Pereira e talvez nenhum aforismo ilustre melhor este sortilégio.

Pois é este mar algarvio que o Infante desafiou, que Gil e Lançarote afrontaram, que deslumbrou Sophia, que hoje inspira este projecto.

“O mar ao fundo” é um trabalho discográfico construído com poesia e música de algarvios, naturais ou adoptados  e de amantes do Algarve.

“O mar ao fundo” inclui poesia de António Pereira, Leonel Neves, João Lúcio, Teresa Rita Lopes,  Carlos Brito, António Aleixo, Natália Correia, Miguel Torga, Sophia de Mello Breyner, Maria da Conceição Silveira, Natércia Duarte, Afonso Dias.

“O mar ao fundo” tem o Algarve como centro e  a poesia - mãe das artes e geradora dos sonhos - como bandeira.

É assinado por Afonso Dias que há largos anos serve o Algarve como autor, cantor, actor de teatro, divulgador de poesia em centenas e centenas de sessões, enfim, como militante da cultura.

 
Pioneiros do conhecimento científico do Algarve PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
terça-feira, 17 fevereiro 2015 19:43

Exposição Pioneiros do Conhecimento Científico do Algarve

De 18 de fevereiro a 14 de março, na Biblioteca Municipal

Pioneiros conhecimento cientifico Algarve 01

  

Pioneiros conhecimento cientifico Algarve cataz

Produzida pela Rede de Museus do Algarve, esta exposição itinerante, dá a conhecer 11 personalidades que contribuíram para a construção e afirmação da identidade do país, e da região algarvia, em particular.

Incide sobre um grupo  de intelectuais que, no período compreendido entre o último quartel do séc. XIX e meados do século XX, procuraram esclarecer e fundamentar os contornos da identidade do país, através do estudo da cultura popular.

O leque de personalidades apresentadas vai de José Sande Vasconcelos a Estácio da Veiga, passando por José Leite de Vasconcelos, Santos Rocha, Ataíde Oliveira, José Formosinho, Manuel Estanco Louro, Pe. Manuel Madeira Clemente, Pe. Nunes da Glória, Pe. Semedo de Azevedo e João Grade, homens que se debruçaram sobre as comunidades locais, procurando-se revelar a forma pioneira como estudaram e registaram a paisagem social e cultural do Algarve.

Grande parte destes pioneiros, interessados nas “coisas do povo”, destacaram-se num período que se caracterizou pela crescente multiplicação de investigadores locais, expresso na proliferação de estudiosos, de trabalhos de âmbito regional e de museus

 
Concurso "A minha capa para a BD "O Cavaleiro da Dinamarca" PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
quinta-feira, 12 fevereiro 2015 09:48

Capa BD Cavaleiro da Dinamarca noticia

 
Alunos do 8.º C entrevistam a Dra.Teresa Oliveira PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
terça-feira, 10 fevereiro 2015 15:52

passos entrevista

Alguns alunos da turma C do oitavo ano da escola Poeta Bernardo de Passos entrevistaram a Dra. Teresa Oliveira, responsável pela Biblioteca Municipal, no âmbito de um trabalho realizado na disciplina de Português, sob a orientação da professora Carla Mateus.

A Dra. Teresa Oliveira nasceu em Moçambique, a 10 de fevereiro de 1956, numa cidade que se chamava, naquela época, Lourenço Marques e que hoje se chama Maputo. Desde 2001 que é a Bibliotecária da Biblioteca Municipal Manuel Francisco do Estanco Louro, em São Brás de Alportel.

Pode ler a entrevista aqui

 
Apresentação do livro "Pais à Beira de um Ataque de Nervos" PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
sexta-feira, 06 fevereiro 2015 09:48

pais a beira de um ataque de nervos cartaz

boutons-04 Convite aos Pais, Encarregados de Educação, Professores e Funcionários

 
4.ª Conferência do Ciclo do Centenário do Município PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
quinta-feira, 29 janeiro 2015 21:23

SBA centenario conferencia 31 01 201531 de janeiro | 16h00 | Salão Nobre da Junta de Freguesia

Democracia e Cidadania: aspetos de inovação e continuidade dos valores de Abril

Esclarecidas as questões da saúde pulmonar, o Ciclo de Conferências do Centenário de São Brás de Alportel prossegue com mais um encontro, desta feita dedicado à “Democracia e Cidadania: aspetos de inovação e continuidade dos valores de Abril”.

Esta conferência conta com a intervenção do Diretor Executivo da Plataforma Cívica - Transparência e Integridade, Associação Cívica (TIAC), João Paulo Macedo Batalho, o Deputado e Docente na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, Pedro Delgado Alves e ainda o Contra Almirante Martins Guerreiro, representante da Associação 25 de Abril.

A Revolução dos Cravos foi um marco histórico que abriu novos horizontes de liberdade, esperança, direitos de participação e direitos sociais, mas também a missão de “recuperar trilhos e caminhos para uma cultura de paz, de sustentabilidade e de participação cívica no nosso tempo.”

Passados 40 anos, o Ciclo de Conferências do Centenário desafia a comunidade em geral a falar de democracia e cidadania, a participar num “debate atualista, informal e integrador sobre o nosso papel de cidadãos numa sociedade desiludida com a democracia.”

Este fórum de ideias moderado por Andreia Ventura e Diogo Duarte pretende apelar à reflexão e discussão sobre “Temos nós os políticos que merecemos? Um olhar sobre a atual apatia política dos cidadãos, em especial dos jovens; Porque aderem os jovens ocidentais aos movimentos extremistas? Que vazio de valores políticos e cívicos afrontam as Democracias dos nossos tempos; Transparência e integridade na política; Formação vs Educação; Democracia, Cidania e Governancia multível – um caminho possível.” entre outras questões da atualidade.

 
<< Início < Anterior 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 Seguinte > Final >>

Página 28 de 34